Perfil corporativo

 

 
    
 
 Missão
 

Voamos e servimos com paixão para ganhar sua lealdade.

 
 
 Visão - 2015
 

Ser a Linha Aérea líder da América Latina preferida no mundo:

  • O melhor lugar para trabalhar

  • A melhor opção para os clientes.

  • Valor excepcional para os acionistas.

 

 Valores

  • ​Segurança

  • Honestidade

  • ​Excelência

  • Uma equipe

  • Paixão e calidez
 

  
His​tória Corporat​​iva

 

Avianca é a marca comercial que representa as linhas aéreas latino-americanas integradas na Avianca Holdings S.A. Sua equipe humana integrada por mais de 19.000 colaboradores tem se destacado por sua excelência em serviço. As linhas aéreas Avianca, especializadas no transporte de passageiros e carga, atendem de forma direta 98 destinos em 26 países da América e Europa, a bordo de uma moderna frota de 168 aeronaves de curto, médio e longo alcance. Através de sua associação com a Star Alliance, a Avianca oferece conectividade a mais de 1.200 destinos em 195 países dos cinco continentes. Seu programa de lealdade, LifeMiles, conta com mais de 5.4 milhões de sócios, que dia-a-dia desfrutam dos múltiplos benefícios e das vantagens exclusivas oferecidos por este esquema de fidelidade. 

 

Ver e baixar nossos perfis de executivos






​Avianc​​a H​oldings S.A.


  • Dia 7 de outubro de 2009, a Synergy Aerospace Corp. - proprietária da Avianca - e a Kingsland Holding Limited - proprietária da TACA - fizeram pública a intenção de unir as linhas aéreas para afiançar sua posição estratégica na região e potenciar sua capacidade de crescimento na indústria.
  • Em fevereiro de 2010, os investidores oficializaram a união estratégica de seus negócios. Por parte do Grupo TACA se incluem às linhas aéreas TACA International e sua participação em Lacsa, Taca Perú, Aviateca, Sansa, La Costeña e Isleña. Por parte da Avianca, a Avianca, Tampa Cargo e AeroGal.
  • Em 2010, após oficializar a integração das linhas aéreas do grupo, dá-se marcha a um rigoroso processo de reorganização administrativa, assim como de integração de suas redes de rotas, homologação de processos e captura de sinergias.
  • Em março de 2011, lança-se o programa de Passageiro Frequente unificado, LifeMiles. Até a presente data este programa conta com mais de 4.6 milhões de sócios. Dia 28 de março desse mesmo ano, a AviancaTaca emitiu ações por 500.000 milhões de pesos colombianos. A demanda de ações, com dividendo preferencial e sem direito a voto, superou os 2.8 bilhões de pesos, equivalentes a 5 vezes o montante base oferecido.
  • Ao longo de 2011 inauguraram-se 12 novas rotas e foram incrementadas 155 frequências de voo, chegando a mais de 100 destinos nas Américas e Europa, através de mais de 4.000 voos por semana.
  • Em 2011 se dá marcha ao plano de fortalecimento do negócio de carga, o qual inclui a ampliação da capacidade de depósitos em terra e ar. Neste âmbito se anuncia a aquisição de quatro aviões cargueiros A330-200 Freigther, com capacidade de até 70 toneladas, cuja incorporação se fará efetiva a partir de dezembro de 2012.
  • Em 2012 se assina com a Airbus uma ordem de compra de 51 aeronaves A320 Neo.
  • Dia 21 de junho de 2012, a Avianca e TACA ingressam oficialmente à Star Alliance, rede global de linhas mais importante do mundo em termos de voos diários, cobrimento e serviços, multiplicando – assim - as opções e vantagens para os Passageiros.
  • No dia 10 de outubro de 2012 se anuncia a adoção do nome Avianca como marca comercial única para as linhas aéreas subsidiárias da AviancaTaca Holding S.A.: Avianca, TACA, TACA International, TACA Regional, Tampa Cargo e AeroGal.
  • Em março de 2013, na assembleia decide-se mudar o nome da holding de AviancaTaca Holding S.A. para Avianca Holdings S.A.
  • Dia 28 de maio de 2013 realiza-se o lançamento e apresentação da nova imagem da Avianca e Avianca Cargo para as companhias aéreas do grupo.
  • Em novembro de 2013 a holding entrou com passo firme no mercado de capitais na Bolsa de Nova Iorque.​
 
​​​
 
 

​Aeroví​​as del Contin​ente Americano S.A. – Avianca

 
  • Dia 5 de dezembro de 1919, a Linha Aérea bandeira da Colômbia foi fundada sob a razão social Sociedad Colombo Alemana de Transporte Aéreo, SCADTA.
  • Em 1920 chegaram os primeiros aviões para a Linha Aérea, os Junkers. SCADTA chegou a operar posteriormente 25 aeronaves do tipo F-13, um Junker W33 e um W34.
  • Em setembro de 1920, com Fritz Hammer como piloto, Wilhem Schnurrbush como copiloto e Stuart Hosie como passageiro, a SCADTA realizou o primeiro voo entre Barranquilla e Puerto Berrío.
  • Em 1921 se estabeleceram as rotas entre as cidades de Barranquilla, Girardot e Neiva.
  • Dia 23 de julho de 1929 se estabeleceram as rotas regulares entre Girardot e Bogotá.
  • Uma década mais tarde, dia 14 de junho de 1940, se constituiu Aerovías Nacionales de Colombia S.A. – Avianca, razão social que resultou da integração da SCADTA e da companhia Serviço Aéreo Colombiano – SACO.
  • Em 1946, a companhia expande seu voo. Quito, Lima e Panamá e – logo - Miami, Nova York e Europa foram as rotas operadas pela Avianca em DC4 e C54.
  • Dez anos mais tarde, em 1956, a Avianca levou a delegação colombiana que participava nos Jogos Olímpicos de Melbourne, na Austrália. Foram 61 horas de operação, com escalas exclusivas para abastecer de combustível a aeronave.
  • Em 1960, a Avianca opera seu primer jato, o Boeing 707-120. Nos 8 anos seguintes foram incorporados os aviões Boeing 720B, 727-100 e 727-200 e 737-100.
  • Sempre à vanguarda, a Avianca se tornou em 1976 na primeira Linha Aérea latino-americana em operar o Jumbo 747 que, até 1994 (em seus modelos -100 e -200B) fez parte de sua frota.
  • Em 1981 as possibilidades de serviço em terra para os passageiros em Bogotá se ampliaram graças à construção e colocada em serviço do moderno Terminal de Ponte Aérea da Avianca, desde onde se serviram inicialmente as rotas a Miami, Nova York, Cali, Medellín, Pasto e Montería.
  • Em 1990, a Avianca adquiriu dois dos aviões mais modernos do mundo: o Boeing 767 - 200 ER, os quais foram batizados com os nomes de “Cristóbal Colón” e “Américo Vespucio”.
  • Dois anos depois chegou o primeiro McDonell Douglas MD83. E um ano mais tarde, chegaram os Fokker 50.
  • Em 1994 se estabeleceu uma aliança estratégica que vinculou as três empresas mais importantes do setor aeronáutico na Colômbia: a Avianca, a SAM (Sociedad Aeronáutica de Medellín) e HELICOL (Helicópteros Nacionales de Colombia), o que deu vida ao Sistema Avianca.
  • Dia 20 de maio de 2002, Avianca e SAM conformaram junto com Aces (Líneas Aéreas Centrales de Colombia) a Aliança Summa. Em novembro de 2003, os acionistas decidiram iniciar a liquidação da Sociedad Alianza Summa e encaminhar esforços ao fortalecimento da marca Avianca.
  • Alinhados com o seu propósito de alcançar a liderança na região, em 2005, a Companhia modificou sua razão social e foi registrada como Aerovías del Continente Americano S.A.
  • Dia 21 de fevereiro de 2008 chegou o primeiro Airbus A320. Hoje a linha aérea opera 55 aeronaves desta casa fabricante.
  • Em 2009, a Linha Aérea retorna ao mercado de valores através de uma importante colocação de Bônus realizada no mês de junho. 
 

​​TAC​​​A

 
  • A linha aérea Transportes Aéreos Centroamericanos (TACA), foi fundada em Tegucigalpa, Honduras em 1931.
  • Em 1934, a TACA se expandiu à América Central, estabelecendo-se em El Salvador, Guatemala, Nicarágua, Costa Rica e Panamá e voando com uma frota de 14 aeronaves, 10 pilotos e 80 colaboradores.
  • A linha aérea começou a se posicionar em 1939, como um participante forte no mercado de carga, ao transportar 10,000 toneladas de mercadorias e 200 toneladas de correio.
  • Em 1943, a linha aérea já tinha presença na Colômbia e Venezuela e conseguiu unir todas as Américas, desde os Estados Unidos até a Argentina.
  • Em 1946 a TACA centralizou suas operações em Nova Orleans.
  • Em 1960, o salvadorenho Ricardo Kriete obteve o controle da linha aérea e seis anos depois a TACA se incorporou à era do jato, adquirindo a aeronave BAC1-11, originária de Inglaterra.
  • Em 1982 iniciou operações a Houston e Los Angeles e retomou a operação a Honduras, especificamente a Tegucigalpa.
  • Em um ano de transição, a TACA estabeleceu sua estação de manutenção em San Salvador, deixou de operar na Guatemala e Costa Rica e iniciou operações a San Francisco, em 1983.
  • Entre 1989 e 1992, a linha aérea liderou a consolidação da indústria aérea na região através da aquisição de operadoras como Líneas Aéreas Costarricenses S.A. (Lacsa) da Costa Rica, Aviateca da Guatemala, Nica da Nicarágua, Sahsa de Honduras, e cinco regionais mais.
  • Em 1997, o grupo de linhas aéreas se consolidou oficialmente sob o nome de Grupo TACA.
  • Em 1998 a linha aérea adquiriu os primeiros Airbus A319 e A320 e iniciou o serviço de Classe Executiva.
  • No ano de 2000, a TACA se expandiu à América do Sul com a marca TACA Perú e a operação de um Centro de Conexões em Lima.
  • Como consequência da crise da indústria aérea de 2001, a TACA iniciou esse ano um plano de transformação enfocado na renovação de sua frota, na otimização da estrutura de ingressos e custos e em excelência operacional.
  • Em 2003, a conquista de novos céus na América chegou com a abertura de voos a vários destinos nos Estados Unidos. Dois anos depois iniciou a primeira rota direta entre El Salvador e Peru.
  • Finalizando-se o ano 2009, já se incluíam em sua oferta voos desde e para as capitais e cidades secundárias mais importantes da América do Sul. 
 

​Aer​​oGal​

 
  • AeroGal iniciou operações dia 15 de agosto de 1986 com o serviço de transporte aéreo de passageiros e de carga, entre o continente e Galápagos, com 2 aviões Dornier DO-28-D2 com capacidade para 12 passageiros. Também realizava voos ao oriente equatoriano satisfazendo as demandas de companhias petroleiras e de construção de estradas.
  • Entre 1993 e 1995, a AeroGal adquiriu 3 aviões Fairchild F-27 com uma capacidade de 40 passageiros para as rotas Quito, Cuenca, Lago Agrio e Coca.
  • Finalizando-se os 90’s, a DAC certificou a AeroGal sob padrões 121, obtendo o certificado de Operador Aéreo AGL – 121 – 004.
  • Em 2002, chega o primeiro Boeing 727 -200 Advance de origem norte-americano, com capacidade para 149 passageiros e a linha aérea obtém a autorização para a rota Quito – Guayaquil 3 vezes ao dia.
  • Um ano depois se incorpora um segundo avião: o primeiro Boeing B737 -200 para 118 passageiros.
  • A finais de 2003, entrega-se a concessão para voar à Ilha Baltra e se tornou a primeira linha aérea privada em operar essa rota com 5 voos semanais.
  • Em junho de 2004, incorpora-se a segunda aeronave Boeing B737-200 com uma capacidade para 129 passageiros e um mês depois se soma um terceiro avião com as mesmas características.
  • No ano de 2005, a Linha Aérea adquire a quarta aeronave B 737-200 e em janeiro de 2006 a quinta, em sua totalidade são 6 aeronaves para esse ano. Em maio de 2006, o Conselho de Aviação Civil outorga a concessão de operação para voos internacionais na região Caribe-América do Sul e do Norte. Após essa concessão, a AeroGal incorpora três aeronaves mais, para um total de 9 aviões, tornando-se na maior frota do país.
  • Dia 24 de julho de 2006, a AeroGal iniciou a operação internacional com voos regulares ao Aeroporto Internacional El Dorado, localizado na cidade de Bogotá. Dia 3 de agosto se iniciam os voos com destino à cidade de Medellín.
  • Em novembro de 2008, chega o primeiro Boeing 757 para cobrir a rota a Miami, rota que foi suspendida a inícios de 2010. Antes disto, dia 7 de dezembro de 2009, inaugura com grande sucesso a rota a Nova York, para o qual se incorpora um Boeing 767.
  • Em abril de 2010 se anunciou a intenção de compra da AeroGal por parte da AviancaTaca Holding e em novembro do mesmo ano se concreta a adesão da linha aérea a dito grupo. No último ano renovou-se a frota, contando atualmente com 3 Airbus A320 totalmente novos, 6 Airbus A319 e 1 Boeing  767.