Responsabilidade Social e Sustentabilidade

Muito além de voar

Assumimos a Responsabilidade Social como o compromisso permanente de contribuir ao desenvolvimento dos grupos de interesse, através de ações concretas e medíveis, enquanto se imprime sustentabilidade ao negócio incorporando os três vetores de desempenho: social, ambiental e económico.

Nossa Responsabilidade Social se expressa em um modelo de gestão estratégico onde primam:

  • A ética.
  • A inclusão social.
  • As relações ganha-ganha com fornecedores, colaboradores, clientes/consumidores, comunidade e investidores.

Link para descarregar relatórios de sustentabilidade de anos anteriores (Versão en espanhol):

Relatório de Sustentabilidade 2014​

Relatório de Sustentabilidade 2013​​

Relatório de Sustentabilidade 2012​

Relatório de Sustentabilidade 2011

Relatório de Sustentabilidade 2010

Relatório de Sustentabilidade 2008 - 2009




No âmbito social, contamos com um plano voltado para oferecer serviços de qualidade aos Passageiros e Usuários, enquanto participamos em iniciativas públicas e privadas que procuram melhorar as condições de vida da população latino-americana.


Comunidade


Estamos comprometidos com a infância através do “Banco de Milhas Avianca”; ele é um depósito de milhas onde a Avianca e os passageiros sócios do programa de passageiro frequente LifeMiles aportam milhas com a finalidade de transportar crianças de baixa renda que precisam de atenção médica especializada da cidade de origem para diversas capitais no país e o exterior.

Desde sua criação em 2006 e até 2015 já 1.900 pessoas foram beneficiadas e 52.184.566 milhas foram acumuladas. Em 2015, 248 foram deslocadas para tratamentos médicos especializados.


Fazemos parte do projeto “Crianças por América”, programa que objetiva cumprir o sonho de voar e conhecer diferentes regiões da América Latina para crianças de baixa renda, designadamente, aqueles que destacam por seu comportamento ou excelência acadêmica.

En el programa “Niños por América”, los estudiantes inician su experiencia en el Aeropuerto, a través de talleres y actividades lúdicas. Los niños y niñas viajeros tienen la oportunidad de conocer cómo funciona una aerolínea, cómo vuela una aeronave y diversos aspectos relacionados con la actividad aérea. En el período 2008-2015 participaron 2.839 niños.


Nosso programa de "Avianca Solidária" está voltado para o traslado de ajudas humanitárias, pessoal médico e equipes de resgate. O transporte se faz através das linhas aéreas de passageiros, Deprisa e Avianca Cargo.

No período de 2008 a 2015 mobilizamos mais de 337 toneladas de ajuda em toda a região. Entre as atividades e auxílios destacam a exoneração de bagagem, atividades internas com os colaboradores para arrecadar doações, tanto em espécies quanto em dinheiro, para expressar nossa solidariedade com as diferentes causas sociais.


Através do programa "Eu Colaboro" procuramos mobilizar o talento humano interno para ele doar parte de seu tempo, conhecimento e energia em favor do desenvolvimento social das comunidades onde operam as empresas subsidiárias da Holding.

Os grupos de voluntariado são: saúde, educação, meio ambiente, atendimento de emergências e proteção e cuidado de animais; além de atividades específicas de recreação e celebração de datas especiais onde sempre favorecemos à comunidade.

Em 2015, os grupos interdisciplinares de voluntários se engajaram com aproximadamente 30 projetos na Colômbia, Peru, El Salvador, Costa Rica, Guatemala e Equador, beneficiando a entidades sem fins lucrativos em grande maioria voltadas para a atenção a crianças.


O compromisso com as regiões onde operamos fica materializado através das parceiras estratégicas com organizações e instituições líderes em projetos sociais, culturais e educacionais na América Latina.


Arte e Cultura

Além dos cinco programas citados, a Organização apoia diferentes iniciativas relacionadas com a promoção da arte e da cultura nos países onde operam suas companhias subsidiárias, com a finalidade de contribuir para a proteção e promoção de seu patrimônio, o fortalecimento das identidades nacionais e o desenvolvimento de expressões artísticas.

A Avianca ratifica seu compromisso perante o cuidado do meio ambiente e o uso racional dos recursos naturais, portanto, em suas operações, compromete-se a:

  • Diminuir o consumo de combustíveis fósseis.
  • Reduzir as emissões de gases do efeito estufa e de ruído.
  • Reduzir a geração de resíduos perigosos.
  • Implementar mecanismos de prevenção de poluição em suas atividades.
  • Cumprir com a legislação ambiental aplicável e com outros compromissos de caráter ambiental.
  • Melhorar continuadamente seu desempenho ambiental.
  • Promover o compromisso ambiental de colaboradores, fornecedores e contratantes.

Conheça as iniciativas que adiantamos no mês de março: Gestão ambiental positiva​.


Estratégias e ações

Pegada de carbono

Decidimos dar conta do impacto que a atividade aérea gera sobre o meio ambiente no tocante à quantidade de gases do efeito estufa produzida. Dessa forma, conhecemos o enfoque que nossas ações devem ter para reduzi-lo.

Identificamos que 99% das emissões de CO2 são geradas por fontes diretas que provêm do consumo de combustível Jet A1 na operação de aeronaves, enquanto a percentagem restante refere-se a outras emissões pela operação de aparelhos terrestres e ao consumo de energia comprada.

Todos os participantes do setor aéreo estabeleceram a meta de: aumentar a eficiência no consumo de combustível em 1,5% até 2020; a partir do presente ano, crescer de forma neutral nas emissões e, para 2050, ter reduzido as emissões de CO2 em 50% diante das emissões registradas pelo setor em 2005.

Melhor uso do combustível

Na atualidade, a indústria aérea é responsável de 2% do total mundial das emissões de CO2. Devido a grandes investimentos feitos pela indústria, espera-se uma diminuição dessa percentagem.

A fim de racionalizar o consumo geral de combustível, desenhamos e implementamos técnicas novas de operação mediante a execução de estratégias para diminuir o peso das aeronaves, bem como de ações para otimizar as distâncias nas rotas e as velocidades de voo.

Incorporação de frota

A Avianca continua com o processo de renovação de frota, atualmente, com cinco famílias de aeronaves (Boeing 787, A330, A320, E190 e turboprop) de última tecnologia com idade média de 5 anos. Esses equipamentos são muito eficientes e amigáveis ao meio ambiente e oferecem os benefícios a seguir:

  • Consumo menor de combustível e, portanto, emissões menores de gases do efeito estufa para a atmosfera.
  • Emissão menor de ruído.
  • Uso de materiais compostos que reduzem a quantidade de resíduos perigosos gerados em processos de manutenção em terra.

Plano de gestão integral de resíduos convencionais e perigosos

É um plano que contém os lineamentos sobre as ações que cada um dos atores participantes da gestão de resíduos deve seguir para cumprir com a legislação aplicável e atenuar os impactos ambientais significativos associados.

Um exemplo disso é a implementação de tecnologia eco amigável nos processos de manutenção, como o sistema de recirculação de solventes para o lavado de pneumáticos de aviões, com o qual a geração de águas residuais é reduzida e a quantidade de substâncias químicas a serem usadas é otimizada. Essa iniciativa enquadra-se no conceito de produção mais limpa.​

Plano de contingências ambientais

Procedimentos que objetivam evitar e atender eventos que possam causar a poluição significativa do meio ambiente.

Capacitação em assuntos de cuidado do meio ambiente para todos os colaboradores

Estratégia voltada para a sensibilização e aquisição de conhecimentos suficientes por parte de nossos colaboradores, com o objetivo de que eles possam realizar a gestão efetiva dos impactos ambientais gerados no desenvolvimento normal de suas atividades laborais e em seu entorno social.

Em 2014, executamos o programa de indução, um módulo ambiental a ser transmitido para todos nossos colaboradores da companhia mediante o uso da plataforma Avancemos (E-Learning).

Desenvolvimento de Aliados Estratégicos em processos amigáveis ao meio ambiente

Incluir no modelo de Aliados Estratégicos atividades voltadas aos fornecedores para proteger o meio ambiente

Cientes de nosso papel como criadores de valor para o setor empresarial e financeiro, em matéria econômica, tentamos:

  • ​Otimizar e flexibilizar os custos de operação e aperfeiçoar a estrutura de capital da companhia.
  • Executar estratégias para aumentar as receitas e a produtividade.
  • Otimizar os processos operativos.
  • Melhorar continuadamente a gestão do risco financeiro.

Para atingir tudo isso, temos uma estrutura de Governo Corporativo que nos permite garantir um gerenciamento com retidão perante os deveres com os acionistas, investidores, credores, empregados, clientes e outros agentes econômicos.​

Resultados

No final de 2013, a Avianca Holdings S.A. registrou um crescimento de receita de 8,0%, passando de US$ 4.269,70 milhões para US$ 4.609,60 milhões. Os custos operativos –excluindo o efeito de combustível– aumentaram 8,0%, passando de US$ 2.683,30 milhões para US$ 2.898,90 milhões. Esse montante corresponde tanto ao crescimento operativo quanto às despesas surgidas da mudança de frota. Em harmonia com o aumento das rotas e frequências, bem como dos preços internacionais de referência, o custo do combustível elevou-se para US$ 1.325,80 milhões, 1,6% superior ao custo de 2012.

O lucro líquido do exercício em 2013 aumentou a US$ 248,80 milhões, o que constitui um incremento de US$ 210,60 milhões em comparação com o lucro líquido registrado em 2012. Esse resultado inclui um efeito líquido de ganho de diferença de US$ 23,5 milhões e reflete a consolidação das melhoras realizadas nos diferentes mercados onde a companhia opera.


Participação no Mercado

As Companhias Aéreas integradas melhoram sua posição nos mercados

Com o intuito de oferecer maiores opções de conectividade e cobertura, durante 2013 a Holding –através das companhias aéreas– aumentou a oferta de assentos no mercado internacional por meio da abertura de rotas novas, por exemplo: Bogotá - Cancún, San Salvador - Chicago, San Salvador - Medellín e Bogotá - San Juan de Porto Rico, entre outras. Ajustes importantes na oferta para o interior do mercado colombiano foram adiantados também, o que dá um impulso novo para a dinâmica comercial e turística de cada país e da região.

Como resultado das estratégias que visam ao posicionamento do serviço em nichos estratégicos e dos ajustes em capacidade, as companhias aéreas do grupo registraram a movimentação de 24.625.062 passageiros no período janeiro-dezembro de 2013, o que significa um aumento de 6,6% no número de viageiros movimentados em 2012, quando 23.092.533 passageiros foram transportados. Os ASK (Available Seats per Kilometer –assentos disponíveis por quilômetro voado) elevaram-se para 38.762 milhões, com um aumento de 6,1% comparado ao ano anterior, atingindo uma taxa de ocupação média de 80,5%.

Participação em mercados domésticos da Colômbia, Peru e Equador

Desde janeiro até dezembro de 2013, o total de viageiros em rotas para o interior da Colômbia, Peru e Equador aumentou a 14.292.302, registrando um acréscimo de 7,8% diante do número de passageiros transportados nesses mercados em 2012, quando o montante foi 13.255.502.

Participação no mercado aéreo internacional

EEntre janeiro e dezembro de 2013, o número de passageiros movimentados pelas companhias aéreas da Holding em rotas internacionais aumentou para 10.332.760, 5,0% superior aos 9.837.031 passageiros transportados em 2012. A capacidade mensurada atingiu 4,2%.


Projetos estratégicos

Renovação de frota

Durante 2013, a companhia, a través de suas companhias aéreas subsidiárias, continuou cumprindo a estratégia de modernização da frota. No período, 12 equipamentos de voo foram acrescentados: um Airbus A330-200, cinco Airbus da família A320, um Airbus A319, um ATR 42 e quatro ATR 72-600.

De forma paralela, e para prosseguir a estratégia de otimização de recursos e adequação da oferta, um Airbus A320 da TACA Internacional foi transferido para a Avianca S.A.

No mês de julho, o processo de incorporação das aeronaves ATR 72-600 iniciou-se. Essas aeronaves ingressaram para substituir a frota dos Fokker 50. Os ATR 72-600, adequados com 68 vagas, são aviões de última geração que permitem oferecer melhoras importantes de conforto para nossos passageiros, enquanto a companhia beneficia-se de seu grande rendimento, bem como de eficiências significativas no tocante ao consumo de combustível e custos de manutenção.

Até dezembro de 2013, as companhias aéreas ligadas à holding tinham 164 aeronaves de passageiros pertencentes às famílias: Fokker 50, Cessna, ATR 42, ATR 72, Embraer e Airbus. Dentre elas, 150 estavam operativas no final do período.​

Destinos, rede de rotas e alianças

Fortalecemos a rede conjunta por meio de operações diretas ponto a ponto e através de enlaces entre os centros de conexões próprios. Dessa forma, a execução de além de 4.865 voos por semana para mais de 98 destinos em 26 países foi atingida. A oferta de enlaces através dos cinco continentes foi reforçada pela oferta de centenas de destinos operados mediante acordos comerciais (de código compartilhado e interlinha) com outras companhias aéreas reconhecidas internacionalmente, bem como a rede de rotas das companhias aéreas membro da Star Alliance.

Centros de conexões

Em 2013, continuou-se a consolidação dos três centros de conexões das companhias aéreas de passageiros da Holding em: Bogotá, Colômbia; San Salvador, El Salvador; e Lima, Peru. As melhoras nos horários e nos tempos de conexão entre as rotas de uma e outra companhia aérea significaram melhor ocupação e otimização da experiência de viagem para os usuários em rotas que abrangem diferentes trajetos ao longo do continente americano e para a Espanha.

Bogotá, Colômbia

A operação através do Centro de Conexões em Bogotá totalizou 3.059 saídas semanais para 24 cidades na Colômbia, 5 na América do Norte, 10 na América do Sul, 12 na América Central, no México e no Caribe e 2 na Europa, conectando diariamente centenas de viageiros nacionais e internacionais com diferentes destinos nessas regiões.

San Salvador, El Salvador

Através do hub em San Salvador, além de 725 saídas semanais foram operadas desde e para 11 destinos na América do Norte, 6 na América do Sul e 12 no México, na América Central e no Caribe.

Lima, Peru

O hub localizado na capital do Peru opera 527 saídas semanais para 15 pontos na América do Sul, 5 no México, na América Central e no Caribe, 1 na América do Norte e 9 destinos domésticos.

​​Em matéria de Governo Corporativo, a organização manteve ativos os mecanismos voltados a garantir a vivência dos valores corporativos por parte dos colaboradores, bem como uma gestão transparente por parte dos administradores, que permita o envio de informação ao mercado de forma oportuna e registros contábeis fidedignos.

Gestões de impacto maior em 2013

Ajustes para cumprir os requerimentos do mercado de valores americano

Como parte dos processos de registro da Companhia perante a Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (Securities and Exchange Commission –SEC) e de emissão e colocação dos ADS (American Depositary Shares) representativos de ações preferenciais na Bolsa de Valores de Nova York (New York Stock Exchange –NYSE), a companhia ajustou a estrutura corporativa aos requerimentos dessas entidades e, para isso, as seguintes ações foram adiantadas:

  • Modificações no Pacto Social para refletir a obrigação de ter a maioria dos membros de Junta como membros independentes sob os critérios requeridos.
  • Desenho da Política e do Programa Anticorrupção, dirigidos a complementar as disposições contidas no Código de Ética e nos Padrões de Conduta nos Negócios e voltados ao cumprimento da Lei de Prevenção de Práticas Corruptas no Exterior (Foreign Corrupt Practices Act – FCPA) e das normas anticorrupção aplicáveis à organização nos países onde operarem as companhias que conformam a Holding. Os lineamentos da Política e o Programa a serem adotados e divulgados incluem treinamento da alta direção e dos colaboradores, com uma certificação inicial e uma certificação anual recorrente. Ali, as responsabilidades atribuídas em matéria de vigilância e controle e o fortalecimento da linha de denúncias são estabelecidas.
  • Fortalecimento dos processos de comunicação com os acionistas e investidores, incluindo um e-mail pelo qual é possível fazer perguntas e solicitar informação relacionada à gestão e às atividades da companhia.

Controle Interno

A documentação de Matrizes de Riscos e Controles de Processos com impacto material em demonstrações financeiras foi completada.

A metodologia empregada é a recomendada pelo PCAOB (Public Company Accounting Oversight Board): abordagem de cima para baixo, estabelecendo controles em nível da entidade, até chegar a Controles de Processos identificados como críticos levando em conta uma análise de materialidade que abrange as companhias subsidiárias classificadas como relevantes para a Holding.

A documentação de controles gerais de tecnologia da informação, de toda a plataforma tecnológica e dos sistemas da informação que suportam os dados críticos do negócio foi finalizada. Cumprindo com a Lei SOX, um levantamento de matrizes de segregação de funções para os processos de caráter SOX foi realizado.

Por outra parte, auditorias e monitoramentos permanentes de processos chaves no negócio seguiram se realizando, a fim de garantir um ambiente apropriado de Controle Interno dentro da organização.

Controle de Riscos

A organização continua trabalhando no desenho do Sistema de Gestão de Riscos Corporativos (SGR) por meio da identificação, valorização, controle e tratamento dos diferentes tipos de riscos que podem afetar o cumprimento do "Norte Estratégico" da companhia, com o intuito de proteger os ativos da organização e apoiar a consecução dos Objetivos Corporativos.

O primeiro estágio de execução do SGR finalizou no ano de 2013. Nesse contexto, a Política de Gestão de Riscos Corporativos foi desenhada, o primeiro mapa de riscos estratégicos foi construído e os planos de ação para diminuir os riscos mais críticos foram definidos.

O processo para padronizar e harmonizar as diversas metodologias e tipos de gestão de riscos com que conta a organização foi iniciado.

Código de Ética e Padrões de Conduta nos Negócios

Em fevereiro de 2013, a Avianca Holdings S.A. adotou seu Código de Ética e Padrões de Conduta nos Negócios, aplicável para toda a organização, incluindo as companhias subsidiárias.

O Código contém os valores, princípios e padrões que comandam a atuação recíproca da organização e de seus colaboradores entre si, e perante os clientes e a comunidade em geral, que inclui as obrigações surgidas das leis e regulamentações locais e internacionais exigíveis à companhia, bem como aos colaboradores em cada um dos países onde houver presença e forem prestados serviços.

A adoção abrangeu um programa de divulgação dirigido pela área de Talento Humano com o apoio das áreas de Comunicações e da Linha de Denúncias. Esse programa focalizou-se no fortalecimento das ferramentas de controle interno estabelecidas pela organização para atender as dúvidas e sugestões e também as queixas e denúncias que, de forma voluntária, quiserem apresentar os diretivos, empregados, colaboradores, contratantes, clientes e terceiros em geral, em relação às atuações que forem consideradas ou que pudessem ser consideradas não éticas ou contrárias à lei, aos estatutos sociais ou às políticas estabelecidas pela organização.

Conheça mais sobre o Código de Ética e Padrões de Conduta.

A organização dispõe de uma Linha Ética, administrada pela EthicsPoint, uma companhia independente da organização, para receber consultas ou denúncias, que são tratadas de forma confidencial. Por meio dessa ferramenta, também é possível pedir orientação sobre as políticas e procedimentos da organização.

EthicsPoint opera 24 horas por dia, 7 dias por semana, o que garante a recepção e processamento das consultas ou denúncias, que são informadas para a organização.​​