Para navegar en esta Marquesina, encontrará un boton de play y pausa para reproducir o pausar las notificaciones, además encontrará dos indicadores de flecha próxima noticia y noticia anterior
Marquesina Expandida
icono-noti
de

Voos para Mendoza

Argentina

Pesquisar voos

Voos para Mendoza

Juntamente com outras nove cidades do mundo, Mendoza é considerada uma das capitais internacionais do vinho. Fundada em 1561, desde 1890 seu desenvolvimento tem sido associado a indústria do vinho, chegando a produzir em 2017 o 70% dos 11,8 milhões de hectolitros de vinho produzidos na Argentina -o sexto produtor mundial.

Mendoza, apesar de estar localizada em uma área semidesértica, deve sua grande quantidade de vinhedos a um sistema de canais herdado dos índios Huarpes, a mais de cinco séculos, que foi se atualizando e que sobreviveu, por exemplo, ao redesenho que a cidade teve depois do terremoto que a destruiu em 1861.

O malbec se destaca nas degustações oferecidas por cerca de 130 vinícolas abertas para aprender sobre o processo de produção. Este vinho, cepa insigne do país, é reconhecido por sua cor escura que pode parecer quase preto, pelo sabor suave com taninos doces e aroma frutado durante sua juventude que depois evolui a canela com toques de baunilha.

A 165 quilômetros de Mendoza, no Parque Provincial Aconcagua, está o vigia mais imponente desta região, e o graal de muitos escaladores do mundo. Com uma altitude de 6.962 metros acima do nível do mar – a mais alta da América -, o Aconcágua foi coroado pela primeira vez em 1897 pelo suíço Matthias Zurbriggen e entre novembro de 2017 e março de 2018, foram concedidas 3.144 autorizações para sua escalada.

Voos para Mendoza

Rota das praças

Após o terremoto de 1861 a cidade foi destruída. Ao se refazer, seu novo desenho levou em consideração ruas mais largas e um layout semelhante ao de um tabuleiro que incluiu cinco praças: uma central e as outras com uma distância igual. Passar por essas praças permite conhecer minuciosamente o centro de Mendoza.

Plaza Independencia

É o centro da cidade. Em seus 1.600 metros quadrados, encontra-se uma fonte alongada com jogos de água, que se ilumina à noite. Cercado por cerca de 70 árvores e flores, como petunias, pensamientos, caléndulas y alisos, todo fim de semana acontece um mercado de artesanato.

Plaza Chile

Após o terremoto, o Chile deu sua ajuda e daí o nome da praça. Em 1947 foi construído o monumento “A la amistad inmortal”, no qual Bernardo O'Higgins e José de San Martín, libertadores do Chile e da Argentina, empunharam simultaneamente uma espada.

Plaza San Martín

É na área bancária, muito perto de locais de interesse histórico e cultural. Um deles é o Espaço de Arte Contemporânea (ECA), antigo Banco Mendoza, construído em 1918; é um dos passeios obrigatórios do centro de Mendoza por sua arquitetura que faz referência ao classicismo francês.

Plaza España

O monumento da praça, construído em 1949, é feito de mármore travertino e mostra duas mulheres: por um lado, uma grande que simboliza a Espanha e, por outro, uma mulher mais jovem que representa a Argentina. A base do monumento é feita de cerâmica pintada e conta a fundação da cidade de Mendoza, bem como partes de Quixote e do poema Martin Fierro.

Plaza Italia

Localizada no sudoeste da Plaza Independencia, este é um parque menos concorrido e, portanto, mais tranquilo. É o preferido dos leitores ou de pessoas que procuram espaço para uma soneca. A praça é um monumento à comunidade italiana, representada em uma estátua da loba que amamenta Rômulo e Remo, fundadores de Roma.

Rota cultural

Embora o mundo conheça Mendoza por sua atividade vitivinícola, a oferta cultural não fica muito atrás. História, arte, ciência e arquitetura complementam o passeio pela comunidade de Mendoza.

Cementerio de la Ciudad

Esta "cidadela" dentro da cidade foi construída em 1828 e inaugurada em 1846. Lá se concentram a história, as lendas, a arte funerária e a arquitetura antiga de Mendoza. Um exemplo é o mausoléu de Rito Baquero, fundador da Bodegas Baquero - uma das mais tradicionais da região, com 132 anos de história. Foi feito pelos irmãos Ventura, os mármores do arquiteto Antonio Gaudí, com estilo neogótico, e foi trazido em peças de Barcelona.

Espacio Cultural Julio Le Parc

Inaugurado em 2012, o nome do projeto é uma homenagem ao artista plástico de Mendoza, conhecido por suas expressões de arte cinética e óptica. Com uma área de 8.777 metros quadrados, distribuídos por quatro níveis, este local foi projetado para abrigar grandes feiras e shows. Além disso, é um ponto de encontro para as artes plásticas, a dança, oteatro, o cinema, a literatura e os artesanatos.

Museo Municipal de Arte Moderno de Mendoza (MMAMM)

A ideia de criar um museu que incluísse a produção de artistas contemporâneos de Mendoza tomou forma nos primeiros anos da década de 1960, mas só em agosto de 1967 foi inaugurada a primeira sede da instituição. Desde 1991, o museu tem sua sede no subsolo da Plaza Independencia. No final de setembro de 2018, foi inaugurada a nova sala cultural MMAMM, com a exposição "Mafalda en su sopa", que mostra os croquis realizados por Quino.

Museo de Ciencias Naturales y Antropológicas Juan Cornelio Moyano

Possui coleções de vertebrados e invertebrados, uma amostra de minerais e rochas e uma coleção paleontológica com mais de 650 peças. O anterior se complementa com as coleções arqueológicas, etnográficas e históricas. Localizado no Parque General San Martín, o edifício que abriga o museu tem a forma de um navio e é, desde 2017, um monumento histórico nacional.

Rota das vinícolas

O Valle de Uco, uma região muito favorável para a produção de vinho devido ao seu clima e geografia, está entre 900 e 1.200 metros acima do nível do mar. A temperatura média é de 14°C, a chuva é baixa e o habitat é semidesértico. Aqui se encontram as melhores bodegas de Mendoza abertas para os visitantes, que complementam sua oferta com estadias de luxo e restaurantes.

Bodega Atamisque

A degustação nesta vinícola é caracterizada porque recorre suas quatro linhas de produção: vinhos jovens e frutados, vinhos envelhecidos de 12 e 16 meses em barricas de carvalho francês e vinhos espumantes. Além do malbec clássico, oito outros tipos de cepas também são produzidas, como Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc.

Bodegas Salentein

Este lugar impressiona por seu design: tem uma forma de cruz e dois níveis. Na parte superior estão os tanques de aço inoxidável para fermentação, e através de um sistema de transferência por gravidade, o vinho vai para a adega, onde é envelhecido em 5.000 barricas de carvalho francês de 225 litros cada.

Casa de Uco Resort

Esta propriedade tem 320 hectares, e sua grande diferença é que é possível escolher parcelas desta terra para se tornar um viticultor. A Casa de Uco acompanha o processo agronômico e o design do rótulo, para apreciar a elaboração e degustação do próprio vinho.

The Vines Resort & Spa

Do terraço do resort, onde fica o restaurante Siete Fuegos, do chef Francis Mallmann, a vista combina a cordilheira dos Andes e os 600 hectares de vinhedos privados cultivados pela equipe de The Vines of Mendoza. Em 2016, o resort fez parte da lista "100 lugares que te cambiarán la vida " da National Geographic.

DiamAndes

A arquitetura da vinícola, projetada pelo estúdio Bórmida y Yanzón, está em harmonia com o entorno da cordilheira. O edifício, linear, permite compreender a transformação da uva em vinho: por um lado, a recepção da colheita e, por outro, a expedição do produto acabado, junto às salas de degustação.

Voos para Mendoza

Restaurantes

Restaurante 1884

Especialidade: cozinha tradicional argentina – maridaje.

É o único restaurante de Mendoza que foi selecionado na lista Latin America’s 50 Best Restaurants (em 2013, 2014 e 2016). Embora o projeto tenha nascido em 1996, ideia do enólogo Nicolás Catena Zapata e do chef Francis Mallmann, o nome refere-se ao ano em que a vinícola Escorihuela foi construída, um local que compartilha com a Vinícola Caro.

O restaurante procura aproximar-se as raízes da comida argentina. É por isso que ele recuperou entre suas técnicas culinárias o forno de barro: um fogo forte e duradouro sob camadas de barro e tijolo. Com isso, ele consegue pratos como el cordero a fuego lento con vegetales de la estación.

1884 também é reconhecido por seu porão, onde possui cerca de 600 rótulos de vinhos argentinos e 12.000 mil garrafas.

Casa El Enemigo - Vigil

Especialidade: cocina tradicional – maridaje

No final de 2009, Alejandro Vigil e Adrianna Catena decidiram fazer um rótulo de vinho juntos; daquele encontro surgiu El Enemigo. Em 2018, a publicação The Wine Advocate marcou com 100 dois dos vinhos resultantes desta iniciativa: Gran Enemigo Gualtallary Single Vineyard 2013  e Adrianna Vineyard River Stones 2016; o primeiro é um Cabernet Franc e o segundo é um Malbec.

Embora o El Enemigo tenha nascido como um complemento aos vinhos, fez seu próprio nome: o Guia Michelin recomendou-o em 2018. A combinação de arte, literatura, gastronomia e vinho lhe valeram reconhecimentos pela rede de Grandes Capitais do Vinho.

As receitas de família inspiram o cardápio, como los huevos rebozados - um ovo passado por água com migalhas de pão fritas - e las costillas braseadas, que o chef principal comia aos domingos ao meio-dia com sua família e que agora é o prato mais requisitado do local.

Club Tapiz Hotel & Restó

Especialidade: cozinha de autor

Além dos vinhos da Vinícola Tapiz e do azeite de oliva virgem produzido no local, o protagonista do restaurante é a horta orgânica. "É um restaurante sustentável. Em nosso próprio terreno de um hectare produzimos nossos próprios alimentos e mantemos vivas as tradições de produção de Mendoza ", diz Soledad Nardelli, diretora gastronômica do projeto e selecionada como chef de cozinha de L'Avenir pela Academia Internacional de Gastronomia em Paris.

O restaurante é conhecido por seu cardápio em três tempos e um cardápio sazonal. Destaca, entre outros alimentos, a truta curada acompanhada de creme azedo, pepinos, maçã verde e rabanete. Outras opções são o cordeiro ao forno e o bode assado.

Pratos típicos

Humita en chala

Uma massa que é preparada com milho macio e queijo, cozido ao vapor nas folhas do mesmo milho. Geralmente é consumido na área andina.

Arrope mendocino

O arrope do vinho é um doce tradicional de Mendoza e é o produto da desidratação parcial do mosto até atingir a caramelização dos açúcares.

Tableta mendocina

Semelhante ao alfajor, seu recheio principal é o doce de cayote - também conhecido como calabaza (abóbora)-, embora também possa ser feito de dulce de zapallo.

Um cozinheiro

Francis Mallmann

O chef argentino é imediatamente relacionado com o fogo e a carne, e Mallmann não é a exceção. Seu trabalho culinário levou-o a ser reconhecido internacionalmente: uma longa trajetória que inclui programas de televisão e publicações. No livro "Siete Fuegos", por exemplo, ele explica a essência das técnicas de fogo como la parrilla, chapa o plancha, infiernillo, horno de barro, curanto, caldero y pirca o asador – técnica típica argentina – a qual ele é um especialista. Mallmann levou sua proposta ao Chile, Uruguai e França, além de Buenos Aires e Mendoza, completando sete restaurantes com sua marca.

Uma receita

Ojo de bife a la parrilla

É um dos cortes de carne mais suculentos e populares, já que a carne da parte da costela é das mais macias e gordurosas.

Voos para Mendoza

Para onde viaja?

swap_horiz

Quando viaja?

Hoje
Dias de promoção
Dia selecionado
Hoje
Dias de promoção
Dia selecionado
Hoje
Dias de promoção
Dia selecionado
Hoje
Dias de promoção
Dia selecionado

Como pretende viajar?

Adultos
Igual ou maiores de 12 anos
Diminuir o número de passageiros Adultos
1
Aumentar o número de passageiros Adultos
Crianças
2 - 11 anos
Diminuir o número de passageiros Crianças
0
Aumentar o número de passageiros Crianças
Bebês
Menores de 2 anos
Diminuir o número de passageiros Bebês
0
Aumentar o número de passageiros Bebês

Para onde viaja?

Quando viaja?

Hoje
Dias de promoção
Dia selecionado
Hoje
Dias de promoção
Dia selecionado

Como pretende viajar?

Adultos
Igual ou maiores de 12 anos
Diminuir o número de passageiros Adultos
1
Aumentar o número de passageiros Adultos
Crianças
2 - 11 anos
Diminuir o número de passageiros Crianças
0
Aumentar o número de passageiros Crianças
Bebês
Menores de 2 anos
Diminuir o número de passageiros Bebês
0
Aumentar o número de passageiros Bebês
swap_horiz
Hoje
Dia selecionado
Hoje
Dia selecionado

Como pretende viajar?

Adultos
Igual ou maiores de 12 anos
Diminuir o número de passageiros Adultos
1
Aumentar o número de passageiros Adultos
Crianças
2 - 11 anos
Diminuir o número de passageiros Crianças
0
Aumentar o número de passageiros Crianças
Bebês
Menores de 2 anos
Diminuir o número de passageiros Bebês
0
Aumentar o número de passageiros Bebês

Relevant data

Aeroporto

Aeroporto Internacional Gobernador Francisco Gabrielli, a 11 quilômetros do centro da cidade.

Língua

Espanhol.

Moeda

Peso argentino (ARS).

Temperatura média

23 °C (73,4 °F)

Transporte

Ônibus (Mendotran): das 4h às 00h00. * Quando chegar a Mendoza verifique os horários porque variam conforme o dia. Preço: $18 (US$ 0,72) por passagem. Taxis: tarifa mínima: $20,92 (US$ 0,56).

Hotel

Hotel de 3 estrelas: $1.615 (US$ 43,00) por pessoa. Hotel de 5 estrelas: $5.628 (US$ 150,00) por pessoa.